quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Équinoxe


Hoje é dia de Equinócio, e por isso deixo esta recomendação que creio vir a calhar, o álbum Équinoxe, Jean Michel Jarre, 1978. Na mesma linha do predecessor, o grande "Oxygène", talvez um pouco mais sofisticado a nível dos instrumentos electrónicos, mas mantendo o carácter muito orgânico e essencialmente melódico típico da música dele, que o distinguia dos seus contemporâneos,
como os Kraftwerk com um estilo mais futurista, mais robótico e pesado, ou o mais cósmico, se é que podemos chamar assim, dos Tangerine Dream, mantendo também a estrutura, que eu, num certo sentido, gosto de ver como sendo uma sinfonia de música electrónica em vários movimentos. É ouvir!

Sem comentários: