quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Don't go

Sorry, pode ser esquisito este texto, mas não resisto a mandar uma achega. Acabei de ler algures por aqui que o governo português desaconselha visitas ao Egipto. Dei por mim a pensar: e onde é que se desaconselham as visitas a Cabo Verde, Guiné, e outras nações situadas naquilo que a wikipedia denomina de "endemic range" (não sei o equivalente português desta expressão), de doenças como a febre amarela, febre tifóide ou malária, depois de se ter efectivado uma dita actualização de taxas que consistiu, nomeadamente, no aumento da vacina da febre amarela de 0.15 € para 100 €? Já que matemática serve para alguma coisa, eu fiz a conta e ela mostrou-me que se assistiu a um aumento de 66567%! De facto pá, estamos de acordo pá, actualização de taxas é uma expressão justa para este fenómeno, pá. Se estiverem a pensar em ir a África sem tomar vacina, permitam-me propor que violem a muy sábia instrução do executivo e ide antes para o Egipto. Se fosse comigo, preferia apanhar com uma bomba a morrer com malária.

Sem comentários: