sexta-feira, 11 de março de 2011

abraço

Smile, Feel and Enjoy, and employ this verbs together. Refound, Redefine and refine the machine of your life. I desperately try to smile, feel and enjoy the beauty of all things in this fucking brilliant thing called life, and I think of all my luck in having all of those fucking awesome and wonderful people on it, usually called FRIENDS. That's a possible definition for FRIEND through the concept of friendship test, almost like a primality test, if you know what it is: a fucking awesome and wonderful person such that the only thing you think about is that you and your life can just feel lucky of knowing her or him. Definição fraca e redutora eu sei, todas as que metem o conceito de amizade acabam por assim o ser. Mas alguma modéstia à parte, creio estar próxima da essência. Sentimos a vida a enriquecer, fruto dessa sorte retrospectiva em contactar com tais exemplares de Homo Sapiens. Fantásticas criaturas isto a que se chama amigos. Com elas aproximamo-nos dos verbos que postulei no início deste texto, que cada vez mais atinge as proporções de um devaneio. Mais à frente no dicionário físico, mas colado ao conceito de amigo no dicionário sentimental, também começado por A, ABRAÇOS. Fascinante coisa que estes braços que deus no deu nos permitem, volta e meia preconizar. Os abraçados (let's call them that), estão num momento de pura igualdade e simetria, concentrados numa só entidade: os corações passam a funcionar em sintonia, o que no fundo quer dizer que são um só, os braços fundem-se numa só estrutura, as cabeças encostam-se e o calor (energia) de um é a energia do outro (e acrescento um 'pleonásmico' vice-versa). Não se distingue o sentimento dominante, talvez porque não haja sentimento dominante, e só o abraço é que consegue fazer isto, criar um vulcão de sentimentos sem privilegiar por si mesmo algum deles, e o resto é 'do it yourself', aparece e ocorre naturalmente numa magia inexplicável. Quem concorda comigo que se pronuncie, ou melhor, que seja proactivo e comece a abraçar. Por isso é que o abraço pode representar e ser tantas coisas diferentes como a demonstração de uma amizade plena, do carinho, da ternura, ou mais geralmente do amor em todos os seus sentidos, e muitos mais, e é por isso que este gesto é para mim o mais bonito, o melhor, o mais saboroso de todos os que se praticam por esta terra. Escrevo isto e tenho a certeza que este é o melhor gesto do mundo, vejo imagens de abraços a passaram na tela de 'photomaton' que todos temos cá dentro, trazendo sentimentos em turbilhão. Sinto alegria, assombro e tudo o mais, e com toda a sinceridade, correm-me lágrimas neste momento. Não faz mal, porque eu sei o que é: é o poder do abraço a fazer-me sentir pequeno.