quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Que isto é Bossa Nova, que isto é muito natural....

Hoje ouvi dois discos de Bossa Nova. São eles:

Stan Getz & Charlie Byrd - Jazz Samba (1962, Verve)



Getz/Gilberto (1964, Verve)


Ambos são clássicos, mas creio que o segundo leva vantagem sobre o primeiro: as batidas da guitarra do João Gilberto, o piano do rei Tom Jobim, a angelical voz da Astrud Gilberto, e o Stan Getz com um som ainda mais polido (se é que tal é posível, pois em 'Jazz Samba' já estava soberbo) que no primeiro disco que mencionei.

Fica aqui o "Desafinado" de onde extraí o título deste post!


Sem comentários: