domingo, 11 de dezembro de 2016

Ponto de Situação

1º - O Boavista tem claramente um plantel limitado, para não mais do que meio da tabela;
2º - O Boavista tem claramente o melhor plantel desde que voltou à primeira liga;
3º - Miguel Leal é um bom treinador. Mas não se pode cair na exageração em que se caiu e que levou à saída do Sánchez, parecendo que tudo a seguir iria ser totalmente oposto. Não o é pois não há milagres, devido ao ponto 1;
4º - Ainda relativamente ao ponto anterior, tenho a certeza que os primeiros a mandar lenços brancos ao Miguel Leal foram aqueles que mais se babaram aquando da sua chegada, e os que mandaram lenços brancos ao Sánchez e tanto fizeram para que ele saísse. Cuidado. Voltarão a fazer o mesmo ao Miguel Leal, tenho a certeza disso. Vozes de burro não devem chegar (mas às vezes chegam), ao céu;
5º -  Tenho confiança no treinador actual. E até acho que pode fazer melhor que o Sánchez;
6º - Já vi melhor do que o que estou a ver agora. O Boavista estava em crescendo até ao roubo da Taça de Portugal. Espero ver melhorias, e rápidas. o objectivo este ano não é a manutenção, só. É mais do que isso. Mais do que no ano passado, e se possível melhor do que na primeira época, em que até a conseguimos com relativa tranquilidade com 3 jogos por jogar.
Conclusão: É para ir em frente. Principalmente devido ao ponto 2. O treinador disse que acha que vamos fazer melhor nas duas épocas anteriores. De acordo com o ponto 2 também eu esperava isso. Actualmente, tenho muitas, muitas dúvidas, pois o progresso que se estava vendo andou para trás claramente. Fiquei contente por ele ter essa ambição, porque significa que sabe aquilo para que foi contratado. Mas tem de faer mais.
P.S.: Quanto às cavalgaduras do apito e da comissão de arbitragem, não se pode esperar melhor. Qualquer dia, mais cedo do que tarde, vamos de novo ser roubados escandalosamente, ou até nos põem o paneleiro do Jorge Sousa a apitar um jogo nosso outra vez. A mesma coisa se vai passar ali para os lados do mercado abastecedor, o clube daqueles gajos dali anda a jogar melhor dizem, mas não tarda vai levar outra vez com uma arbitragem vergonhosa, tal como se tem visto contra as equipas da cidade do Porto. Não sei o que se passa com o Salgueiros...

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Su Majestad el Rey de España e o 1º de Dezembro.

Achei de muito mau gosto, a atitude do bloco de esquerda ao ficar sentado perante o chefe de estado de Espanha. Compreendo a posição do Partido Comunista Português, ao levantar-se. Não segui o discurso, portanto não sei se a atitude do PCP deveria ter sido algo mais, e aplaudir. Isso depende da substância do discurso do Rei. Quanto ao bloco, acho lamentável. Esta é mais uma das coisas que cada vez mais me coloca longe do bloco, do qual nunca estive propriamente perto, mas no qual já votei, creio que numas eleições europeias.

Quanto ao 1º de Dezembro. É uma data importante. No que se refere à Portugalidade, para mim, o feriado mais importante é o 10 de Junho. Por aquilo que é, e por ter a imensa felicidade de ser a data de falecimento de Camões. Acho imensamente singular e feliz o facto de o dia de Portugal ser também o dia de Camões. Camões continua para mim a ser um pouco de Portugal. Quanto ao 1º de Dezembro, talvez fosse ainda mais feliz celebrar o 5 de Outubro de 1143. Mas, por azar, a história tem destas coisas, também calhou, setecentos e tal anos depois, outra coisa no dia 5 de Outubro.

O Xadrez

Ontem, não gostei do que vi. Se o objectivo é o que é, conseguir a manutenção com alguma folga, principalmente para evitar a situação em que caímos no final da primeira volta da época transacta, que na nossa primeira época até nos safámos bem e a manutenção ficou garantida ainda com alguma tranquilidade com três ou quatro jogos por jogar, temos de fazer muito mais. Tenho confiança no Miguel Leal, tal como também tinha no Sánchez, no futebol não há milagreiros, para além da convicção que tenho de que os que mais fizeram para que o Sánchez saísse, com atitudes lamentáveis, serão também os primeiros a dizer que o Miguel Leal deve sair. A ponderação e a inteligência, sobretudo a ponderação para ver o futebol e perceber que as coisas não são assim, não é tirar um para por um milagreiro, onde só os cândidos conseguem ver milagres, mas sim tirar um para pôr outro, provavelmente bom, mas que não é, claro, milagreiro. Só tem de se exigir trabalho. Continuo a achar que esta época tem tudo para ser uma em que cumprimos completamente os objectivos. Haja apoio dos adeptos, haja ponderação da parte destes, inteligência. E haja trabalho de quem manda. Temos de melhorar, e podemos melhorar. Aliás, até prova em contrário, estamos a melhorar há já alguns anos.
P.S.: Nunca é demais lembrar que o Boavista merece respeito, e temos de exigir este respeito. É inacreditável como em Portugal se respeita mais o totó que nunca ganhou nada do que aqueles que de facto se afirmaram como mais relevantes dos pequenos, o Boavista, e claro, o Belenenses. A razão é sempre a mesma, pois o Boavista chateou tanto os grandes, por razões óbvias, como os outros pequenos, que no fundo da sua mediocridade e incapacidade para fazer alguma coisa de relevante, detestam quem o conseguiu (a inveja que o Camões já tinha referenciado), o Boavista.